Cuidados com o bebê com DDQ

A displasia do desenvolvimento do quadril, ou DDQ, é um espectro de alterações na formação da articulação do quadril, não só durante o desenvolvimento do bebê dentro do útero, mas também ao longo do seu desenvolvimento após o nascimento. Apesar de pouco conhecido, a DDQ atinge 1 a cada 1000 bebês e pode causar perda parcial ou completa do alinhamento entre a cabeça do fêmur e a região da bacia.



As causas da DDQ podem ser pré-natais, ainda no útero, dos próprios hormônios maternos, ou pós-natais, devido a posição em que o bebê fica nos primeiros meses de vida. O diagnóstico rápido e certeiro é essencial para o tratamento, por isso, ainda na maternidade, são realizados testes nos exames físicos dos bebês.


Para restabelecer o alinhamento da articulação para o desenvolvimento adequado do quadril são necessários alguns tratamentos que podem variar dependendo da idade da criança. Em recém-nascidos e bebês com no máximo 6 meses, é utilizado o suspensório de Pavlik, um aparelho feito de tiras que prendem as pernas da criança e fazem com que a própria gravidade mantenha os quadris no lugar. Em cerca de 6 a 12 semanas já começam a aparecer os resultados.


Durante essa adaptação, existe a necessidade de uma roupa que proporcione facilidade na colocação e na retirada. Pensando nisso, a Espevitados desenvolveu uma coleção especial para bebês que sofrem com essa condição. São diversos bodies com a cava alta e 100% aberta e calças sem divisão entre as pernas, com abertura fácil feita de botões. Afinal, estamos aqui para proporcionar conforto para toda e qualquer criança.


Você conhecia a DDQ? Compartilhe esse texto com as mamães que você conhece!


Um abraço,


Redação Espevitados






22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo